Overblog Seguir este blog
Edit post Administration Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Faleceu o soba SANTOS KABOKO.

Publicado por Muana Damba activado 7 Enero 2017, 22:04pm

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

Faleceu o soba SANTOS KABOKO.

 

O Regedor Katuzeko Dias dos Santos Kaboko, faleceu hoje em Luanda, às 5h30m. esta manhã, vítima de doença prolongada, tendo em linha de conta a influência social e histórica exercida por esta autoridade tradicional e correspondendo aos anseios de muita gente sedenta do conhecimento do percurso histórico do “Soba Kaboco”, como vulgarmente também era conhecido, apresentamos sumariamente alguns traços da sua vida.

Katuzeko Dias dos Santos Kaboco, filho de Mbunga Lumbombu e de Kumba Kamowa, natural de Damba, com data provável de nascimento a 01 de Janeiro de 1937.

Pertence à tribo de Kimfila (kanda) e Ngonda Ibangu (Ki Se).

Desde bastante cedo se revelou um jovem intrépido e preocupado com a sua
formação profissional. É assim que a sua primeira experiência profissional ocorreu em Makela do Zombo, onde exerceu as funções de Ajudante de Cozinheiro.

Posteriormente, mudou do ramo de actividade, tendo-se habilitado ao exercício do cargo de Ajudante de Mecânico, na localidade do Colonato do 31 de Janeiro.

Não satisfeito com essa nova vivência, mudou-se para a sede da Vila da Damba, ingressando na Escola de Artes e Ofícios, na especialidade de Marcenaria. Depois de alguns anos de um tirocínio bem aproveitado, Katuzeko Dias dos Santos Kaboco, transformou-se num exímio mestre marceneiro, tendo executado obras que ultrapassaram as fronteiras do então Concelho da Damba. Outra faceta da sua habilidade técnico profissional foi o de escultor em peças de madeira de alto valor.

O Regedor Kaboco assimilou, como ninguém, as qualidades de foro humanitário de seu pai, Soba Kaboco. Essa sua apetência ao altruísmo, fê-lo constituir candidato inequívoco para a substituição do seu pai, o Velho Soba Kaboco. Não é sem razão que se afirma categoricamente que o sobrado do Soba Kaboco é uma paragem obrigatória, tendo em atenção a sua hospitalidade e cordialidade. Era, sem sombra de dúvidas, um Homem do Povo, muito amado e reverenciado. Atendia a todos sem excepção, oferecendo comida e bebida, abdicando, não raras vezes, da própria refeição para distribuí-la aos transeuntes. O Regedor Kaboco pode ser referenciado com um exímio seguidor da Madre Teresa de Calcutá.

Avô Kaboko foi umas das principais figuras da autoridade tradicional na Damba.

ANADAMBA apresenta as sinceras condolências à sua família.

Archivos

Ultimos Posts